GEMInIS

Palestra “Formatos Interativos para a TV Digital”

header_tvdigital_1

Acontecerá no dia 25 de agosto (terça), às 19h no Auditório do CECH, a palestra “Formatos Interativos para a TV Digital”, ministrada pelo Prof. Dr. Carlos Aronchi e mediada pelo coordenador do grupo de estudos Prof. Dr. João Massarolo da UFSCar.

A fase de implantação da televisão digital no Brasil está em compasso de espera para o uso da principal ferramenta que será disponibilizada ao público: a interatividade. Essa tecnologia depende do desenvolvimento de hardware e middleware que darão suporte aos vários serviços que serão incorporados à TV digital, como o T-learning e o E-Gov. Com isso, os profissionais do audiovisual vão ampliar seus espaços de trabalho e pesquisa. A palestra visa apresentar esses novos mercados e as mudanças exigidas para a criação e produção de produtos interativos de áudio e vídeo.

  • José Carlos Aronchi é doutor em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e mestre em Comunicação Científica e Tecnológica pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou em diversas produtoras de vídeo como cinegrafista, editor, produtor, roteirista e diretor. Produção de Externas e Uso do Vídeo na Educação no Goldsmiths College da University of London. Coordenou os cursos de Jornalismo e Publicidade e implantou a habilitação Rádio e Televisão na Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Trabalhou nas TVs Globo e Cultura de São Paulo e foi diretor da TV UMC. Professor de telejornalismo, organização e direção de produção e projetos em televisão.Produziu, dirigiu e coordenou mais de 300 programas informativos e educativos em TVs universitárias, públicas e comunitárias. Foi professor adjunto do Departamento de Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Atualmente é consultor de conteúdo digital e formatos interativos para TVD e EAD da AD Digital. É autor de Gêneros e formatos na televisão brasileira (Summus, 2004) e Seja o primeiro a saber – A CNN e a globalização da informação (Summus, 2005).